terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

Escândalos dos governos de Cavaco Silva: OGMA, MPLA e " OPERAÇÕES SECRETAS" ( PARTE 2)

 OPERAÇÕES SECRETAS

« MENDES DIAS, FERNANDO NOGUEIRA E CAVACO SILVA: EMBARGO DE ARMAS PARA ANGOLA FOI VIOLADO PELAS OGMA, OFICINAS GERAIS DE MATERIAL AERONÁUTICO, UMA EMPRESA QUE DEPENDE DIRECTAMENTE DO MINISTÉRIO DA DEFESA (do Governo de Cavaco Silva). »

« Portugal vendeu helicópteros Allouette III e fez a manutenção de aviões de combate do Governo de Luanda. Um documento confidencial a que O Independente teve acesso revela que as OGMA, Oficinas Gerais de Material Aeronáutico, um órgão directamente dependente do Ministério da Defesa ( do Governo de Cavaco Silva), fizeram, só o ano passado, 263 operações de fornecimento de material e manutenção em diversas bases militares de Angola. Em clara violação ao embargo internacional de venda de armas para Angola. »


« O Ministério da Defesa português ( do Governo de Cavaco Silva) contribui de forma directa, durante o ano de 1993, para o esforço de guerra do Governo de Angola…»

« Todas estas actividades de apoio militar directo do Ministério da Defesa português ( do Governo de Cavaco) ao Governo angolano constam de um memorando elaborado pela delegação de Angola das OGMA. »

« Este documento vem desmentir de forma inequívoca o discurso oficial do Executivo português ( do Governo de Cavaco Silva) de que nunca havia ajudado militarmente qualquer das partes beligerantes. »

« Nesse sentido, o ministro dos Negócios Estrangeiros ( do Governo de Cavaco Silva), e por vezes mesmo o primeiro-ministro (Cavaco Silva), não se cansaram de afirmar que eram falsas as acusações…»

« 7,5 milhões de contos. O Independente teve agora acesso a documentos oficiais, com a chancela da delegação das OGMA em Luanda, que vêm desmentir a posição oficial do Executivo ( de Governo de Cavaco Silva)…Uma «contribuição» que acaba por ser, inclusive, bastante deficitária, tendo em conta a incapacidade de Luanda em pagar os serviços prestados como o demonstra uma carta do delegado das OGMA em Luanda…»




Sem comentários:

Enviar um comentário